Devolução de contêiner vazio

Os contêineres são equipamentos de carga emprestados por um período pelas companhias marítimas aos exportadores/importadores para obter uma melhor agilidade na operação dos navios e reduzir os riscos de danos nas mercadorias embarcadas.


Suas operações são divididas em várias etapas, e após o contêiner cheio ser retirado do terminal e entregue no cliente, a transportadora deve consultar em qual terminal ocorrerá a devolução do contêiner vazio.


Eles são retirados em bom estado do porto de embarque e devem ser devolvidos nas mesmas condições no porto de destino.


É de responsabilidade do exportador vistoriar o contêiner e realizar ressalvas no documento que atesta as condições do contêiner, evitando problemas na devolução no porto.





Note que alguns pontos são observados cautelosamente pelos armadores na devolução do contêiner, e que geralmente causam problemas, são eles:


Limpeza: sugere-se varrer o contêiner para remoção de resíduos, poeira, terra, areia, etc.


Manchas de óleo no assoalho: geralmente causadas por empilhadeiras, geram um grande problema, visto ser de difícil remoção.


Pregos no assoalho: utilizados para fixar a carga no contêiner, precisam ser removidos previamente a devolução


Borrachas de vedação: elas acabam se desgastando com o tempo, então é importante observá-las e fazer ressalvas quando da retirada do contêiner, bem como ter cautela na estufagem para que se evite o contato e danifique a borracha


Ferrugem: contêineres acabam se desgastando com o tempo, importante fazer ressalvas quando da retirada do container, como fotografar para evitar problemas na devolução.


Lavação do contêiner: geralmente cobrado para contêineres reefers/NOR, para limpeza, desodorização e descontaminação para posterior uso em embarques de alimentos, químicos e etc.


Documentos necessários para devolução do vazio:


Cópia do Bill of Lading: B/L é o principal documento de um embarque marítimo, no qual constam todas as informações do embarque. Nele, podemos identificar o tipo de contêiner, as dimensões e qual o armador, que são essenciais para que possamos executar a devolução.


Autorização do Armador: Após identificarmos o armador, enviamos um e-mail a ele para que nos informe em qual terminal de vazios devemos entregar a unidade. Com base no estoque e na demanda de cada depot para cada tipo de contêiner, o armador orienta onde será feita a devolução.


Agendamento no terminal: Automaticamente, após nos informar em qual terminal devemos devolver o contêiner após o término da operação, o armador solicita, ao terminal orientado por ele, o recebimento da unidade vazia. Nesse momento, efetuamos o agendamento com o terminal (realizado via site ou por e-mail), reservando o dia e horário que o veículo irá descarregar o container.


Com todos os documentos e autorizações necessárias, precisaremos apenas emitir um documento bastante simples, conhecido como Minuta de Devolução. Todos os terminais exigem esse documento, que possui papel timbrado da empresa e todas as principais informações do motorista, embarque e armador.


Após isso, o container é devolvido e o transporte finalizado, bastando enviar a minuta de devolução para o cliente, que estará amparado em caso de cobranças equivocadas de demurrage e detention.

Escolha uma transportadora adequada


Para realizar essa operação de transporte com toda a segurança e eficiência necessária, é importante a utilização de uma transportadora especializada no transporte de contêineres e que possua conhecimento a respeito das documentações necessárias desde o carregamento até a devolução, solicite uma cotação conosco e veja como conseguimos agregar serviços, diminuindo custos e aumentando a confiabilidade nos serviços executados.



20 visualizações

NOSSAS LICENÇAS

licença anvisa
licença ibama
licença polícia civil
licença polícia federal
licença receita federal
licença anvisa
licença ibama
licença polícia civil
licença polícia federal
licença receita federal

© 2020 por CMRLOG Logística Integrada LTDA. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn CMRLOG
  • Facebook CMRLOG