• CMRLOG

Segurança no transporte rodoviário de cargas

A segurança no transporte de cargas é um assunto muito recorrente e necessário para o setor logístico, a preocupação com a garantia da segurança da carga é um processo indispensável para manter a integridade das mercadorias e assegurar a sua entrega.

O modal rodoviário é o mais utilizado no Brasil, sendo responsável por mais de 60% de toda carga movimentada no país segundo a ANTT, mas ainda assim o país sofre com a falta de infraestruturas das vias e os índices de furtos que crescem ao passar dos anos.


Ademais, com as crises econômicas sucessivas, setores do poder público, como a segurança, também sofrem com a falta de investimentos.


Em 2017, em São Paulo - onde se concentra o maior PIB do país - o roubo de cargas cresceu 11%. Uma realidade que trás danos aos cofres públicos e para as empresas privadas.


Para garantir a efetividade dos serviços prestados, é recomendável que as empresas logísticas prossigam com algumas recomendações para preservar a segurança do transporte de carga e a do motorista. A segurança e a integridade do veículo tornam-se fundamentais para minimizar todos os riscos possíveis.


As principais medidas de segurança para o transporte rodoviário de cargas

  • Seguro nas operações de transporte

Um sistema de rastreamento é considerado uma providência preventiva, enquanto uma seguradora é uma ação corretiva, ela garante o ressarcimento dos prejuízos que podem vir a ocorrer com a carga transportada em território nacional.


As mercadorias transportadas por qualquer meio devem ter a proteção de dois seguros:

I. De transporte, com contratação facultativa por parte do dono da carga para garantir os bens, e

II. De responsabilidade civil, de contratação obrigatória por parte do transportador para garantir o compromisso de recebimento e a entrega da carga.


Os seguros de transportes e o de responsabilidade civil são distintos, com contratos diferentes. De acordo com o Decreto 61.867/67 (Brasil, 1967), que regulamenta os seguros obrigatórios no país, tanto o proprietário da carga como o transportador devem contratar seguro para operação de transporte. Os seguros de cada uma das partes são específicos, daí que as apólices têm características próprias e não se confundem.


Com a implantação do MDF-e, Institui o Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais MDF-e, no qual se torna obrigatório informar o número do seguro e da averbação, para conciliar os produtos com suas respectivas apólices de seguro.

  • Gerenciamento de Risco

O gerenciamento de risco criado pela ABNT, descrito na NBR 31.000 de 2009 no transporte de cargas tem a finalidade de organização, planejamento e realização de atividades que minimizem riscos ou efeitos. Os objetivos das suas diretrizes são de identificar, analisar e compreender ameaças, eliminar fatores de riscos e contratar uma apólice de seguros.


O programa de gerenciamento de riscos no transporte de cargas trás para as empresas grandes benefícios, implementada, ela possibilita que os gestores cumpram prazos acordados, garantem uma entrega de qualidade do produto e que evitem gastos e ocorrências prejudiciais à empresa.


Gerenciamento que trás benefícios internos e externos, assegura a mercadoria transportada e conta na hora de escolher a transportadora responsável pelo carregamento das mercadorias no cenário competitivo atual, somando motoristas aptos e monitoramento de segurança em tempo real.

  • Monitoramento das cargas

Utilizado com o objetivo de acompanhar o percurso que o veículo transportador está realizando, se a rota percorrida condiz com a planejada, acompanhar a incidência de ocorrências e para manter o cliente atualizado sobre o status dos envios.


Para obter um monitoramento eficiente são necessárias colocar em prática algumas questões, como:

-Investimento em tecnologia, como aparelhos de GPS que permitem a identificação da localização exata do veículo;

-Confirmação de entrega no destino final;

-Instalação de alarmes no veículo.

  • Manutenção do veículo

É importante que a manutenção do veículo seja feita periodicamente, recomenda-se a iniciativa de manutenção preventiva, evitando acidentes que são causados muitas vezes em decorrência do estado do veículo em circulação. Por isso, a troca do óleo é tão importante quanto a avaliação da rota a ser percorrida.

Essa estratégia obtém resultados positivos quanto à vida útil do veículo e na redução de custos, visto que os gastos com peças na manutenção preventiva são menores em relação à manutenção proveniente de desgaste.


Condutas que podem minimizar riscos no transporte de cargas:

-Respeitar as leis de trânsito;

-Seguir a Lei do caminhoneiro 13.103;

-Planejamento de rotas;

-Colaboradores aptos.


Realize uma cotação conosco, e veja como conseguimos agregar segurança e otimização nos serviços prestados, diminuindo custos e aumentando a confiabilidade.

NOSSAS LICENÇAS

licença anvisa
licença ibama
licença polícia civil
licença polícia federal
licença receita federal
licença anvisa
licença ibama
licença polícia civil
licença polícia federal
licença receita federal

© 2020 CMRLOG. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn CMRLOG
  • Facebook CMRLOG